Ticker

6/recent/ticker-posts

PERÍCIA OFICIAL JÁ REALIZOU MAIS DE 50 COLETAS DE MATERIAL GENÉTICO DURANTE A CAMPANHA DE COLETA DE DNA DE FAMILIARES DE PESSOAS DESAPARECIDAS NO MARANHÃO


A Perícia Oficial de Natureza Criminal do Maranhão já realizou 58 coletas de material genético e mais de 40 atendimentos nos postos disponibilizados durante a Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas realizada em São Luís e nas cidades de Imperatriz e Timon.

Na capital, somente na última quarta-feira (16), foram realizadas 25 coletas de DNA, referentes a 19 famílias, que compareceram ao local. O posto na praça, localizada no Centro, segue com o atendimento até a próxima sexta-feira (18). 

Além da Praça Deodoro, as coletas na capital estão sendo realizadas no Instituto de Genética Forense, Instituto Médico Legal e no Instituto de Perícia para Criança e Adolescente. Já no interior, Instituto de Criminalística dos municípios de Imperatriz e de Timon. 

Para realizar a coleta, os familiares precisam apresentar um boletim de ocorrência do desaparecimento. Além disso, caso seja possível, os familiares poderão levar fotos, documentos e itens pessoais do desaparecidos, que poderão ser usados para a coleta do DNA. 

O material coletado será inserido num banco de dados nacional, no qual será cruzado para uma possível localização do desaparecido. 

Novo Posto 

E para ampliar o atendimento em Imperatriz, a cidade passou a contar com um novo posto de coleta, dessa vez na Praça de Fátima, no Centro. O local é fruto de uma ação da direção regional da Região Tocantina, comandada pelo perito Francisco Cristiano Viana Garcia para agilizar o atendimento no município.


Postar um comentário

0 Comentários